DIÁRIO - DIA 20 – 11 de abril

Um sábado inusitado nesta época de quarenta.

Como minha irmã veio de Salvador para o sepultamento de nosso pai. ela e meu cunhado acabaram ficando aqui em casa. Não propriamente na minha casa. Temos, em baixo da nossa casa, uma outra casa, onde morava Victor e eles resolveram ficar lá para poder mantermos o distanciamento seguro.

Temos em casa um quintal enorme. Resolvemos fazer um churrasquinho. Nossa filha e netas vieram também e para completar a nossa outra irmã. Ficamos bem distanciados uns dos outros, mas felizes com a presença de todos. Esse encontro também, eu acredito que foi algo programado pelo meu pai. Onde ele estiver o meu muito obrigado por um dia tão feliz.

No final tarde, retornamos à casa de meu pai para ver suas coisas, decidir doações e também pegar uma lembrança dele. O maior motivo dessa reunião foi fazermos os agradecimentos à Adriana e Rose pelo cuidado e desvelo que sempre tiveram para com ele.

Ele, com certeza, cumpriu a sua missão aqui a terra. Foi leve e sereno. Tranquilo por deixar três mulheres fortes e conscientes de seus papéis como mães, esposas, irmãs e amigas.

Deus o tenha em bom lugar!

Obrigada Senhor por que tens feito até aqui por nós!

POR AMOR, FIQUE EM CASA!





Comentários
    Nenhum comentário! Seja o primeiro, preencha o formulário abaixo!
Deixe seu comentário